Eis que o tempo passa e no meio da estrada da vida me deparo com um ponto.
No meu afã de buscar respostas imediatas o encarei como sendo o ponto final, o fim dos sonhos e das buscas, a última das tintas usadas para escrever essa história.

Me resignei que era hora de virar essa página, fechar o livro e procurar novos caminhos.

E, quando ainda cabisbaixa, procurando as placas que me indicariam a saída – quiçá um atalho, por que não?? – encontrei os outros dois pontos

Quando, após muito caminhar, olhei para trás e pude ver com a distância necessária, esses três pontos que apareceram no meu caminho me mostram a resposta que eu não conseguia enxergar

Essa história ainda não acabou, amado…
Ela está no seu desenvolvimento… Muitas aventuras ainda nos esperam!!!

Beijos para todos…

Anúncios