Realmente essa tal de vida é engraçada. Ora estamos desesperados, buscando soluções e respostas, ora estamos felizes e com o coração em paz. Deve ser culpa de sentimentos e sensações. Outros culparão os hormônios ou a TPM, mas acho que ninguém sabe a resposta ao certo. Logo, até a mudança das fases da lua poderá ser a culpada direta pelo nosso humor e pelas reviravoltas com que o destino nos presenteia. Fora tudo o que consegue nos fazer miseráveis, como problemas no trabalho, na vida sentimental ou familiar, ainda temos que lutar contra os nossos próprios demônios internos e esses, definitivamente, são os mais complicados. O que não o mata, o faz mais forte, já disse alguém.

Enquanto tentamos entender todo o encanto e mistério da vida, ela passa, sem pedir licença, trazendo rugas, arrependimentos e deixando saudade. Uma decisão impensada, uma frase que ficou por ser dita, um beijo que ficou no ar, um sentimento que foi enterrado, um gesto que ficou na vontade…

Tanto para ser dito, feito, demonstrado, sentido… Em tão pouco tempo!

Agir como se não houvesse amanhã, todos sabemos que é utopia. Modelos pré-estabelecidos de comportamento infelizmente estão aí para serem cumpridos e não podemos simplesmente ignorá-los. O que pode ser feito, sem dúvida, é ser sincero com os seus sentimentos, ser coerente nas suas ações, sem pensar no amanhã.

Nem que o que tenha para ser dito tenha que ser feito de forma sutil.

Beijos para todos… E vamo que vamo!

Anúncios