Já sei o que “eu vou ser quando crescer”.
Vou trancar a matrícula na faculdade e começar a enviar currículos e mais currículos para todos os laboratórios que se tem notícia, a fim de me tornar uma competente cobaia de calmantes experimentais.

Meu currículo vai ser composto obvimante, dos meus dados pessoais, além de peso, altura e estrutura óssea, para que eles saibam quanto de cada substância eu aguento. Acho de bom tom colocar também um breve histórico, alguma coisa mais ou menos assim: “Jovem desiludida oferece seus serviços para testar novos medicamentos que sejam capazes de tirá-la da apatia e que lhe devolva um pouco da vontade de viver”.

Espero que respondam logo!

[sarcasmo mode off]

Anúncios