Ví no blog da Lulu e achei tão interessante o tema sugerido pelo Nando que resolvi participar dessa blogagem coletiva.

Eu fumei muito tempo, desde os meus 12, 13 anos mais ou menos. Claro que a princípio fumava 2 cigarros numa semana, depois comecei a fumar 1 cigarro por dia, quando saía 2, 3… E como tudo o que vicia, esse número foi aumentando e a frequência também, mas eu não me sentia “viciada”.

Quando fiz 15 anos conheci um cara que namorei durante 2 anos e 8 meses. Ele não fumava, não suportava cigarro e eu parei de fumar. Senti falta por um tempo, mas depois esqueci completamente e vivia super bem sem o cigarro. Até o namorado me dar um pé na bunda a notícia de que não me amava mais, eu surtar e voltar a fumar.

Ficamos, felizes e nos amando, o cigarro e eu, por mais 4 anos, entre idas e vindas como todo bom casal. Ano passado, pouco antes de eu abandoná-lo de vez, estava fumando 1 maço de cigarros por dia (LM) e nem pensava em parar.

Até que… minha mãe ficou muito doente, internada por muito tempo, a minha vida virou um inferno. Num dia, indo para o hospital ser medicada por uma crise nervosa, eu fiz a promessa: eu pararia de fumar para que a minha mãe melhorasse.

Nunca mais coloquei um cigarro – aceso – na boca e até hoje eu sinto uma falta absurda. Toda vez que eu tomo cerveja, toda vez que eu jogo sinuca, em todo churrasco e quando fico nervosa, sinto falta do companheirismo que o cigarro proporciona.

 Lí não lembro onde uma vez uma pessoa falando que o cigarro é a cura da timidez… Quando você chega num lugar que não conhece ninguém, é só acender um cigarro… Pronto, se alguém chegar e vir você num canto, isolado e vier perguntar por que você está sozinho, é só falar “nada não, só vim fumar um cigarro…”. Quantas e quantas vezes eu fiz isso, rs!!

Benefícios?? Sim, tive vários.
Sou muito alérgica e uma das minhas alergias é o cigarro. Meu fôlego aumentou, minha disposição também. Mas a vontade continua, firme e forte.

Hoje eu sei e admito que era viciada sim, que se não fosse por essa promessa eu não teria parado de fumar. Não fico apregoando para ninguém os malefícios do cigarro tampouco os benefícios de ser uma ex-fumante porque cada um faz o que quiser da vida.

Mas quem fumar, legal pensar duas vezes a respeito…

Beijos para todos, bom fim de semana!

Anúncios